segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Festival da Primavera se inicia na China e em todo o mundo

A China e centenas de países e comunidades asiáticas do mundo iniciaram o milenar "Festival da Primavera", que antecede a chegada do ano novo chinês, esse previsto para 16 de fevereiro, onde o signo "Cão de Terra" passará a vigorar em 2018:

China News 2018

A Moy Yat Ving Tsun de Minas Gerais celebrará o ano novo no chamado "dia dedicado ao Imperador de Jade", que dará em 24 de fevereiro. Toda a Comunidade Marcial/Oriental poderá adquirir o convite e confirmar sua presença em nossa página do Facebook:

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Três eventos para a chegada do Ano Chinês do Cão de Terra

Foto Oficial de 2017 - Si Fu Anderson Maia e membros integrantes do Núcleo BH.
O Núcleo Belo Horizonte Savassi da MYVTMI começa o ano de 2018 com três auspiciosas atividades, todas elas preparatórias para a chegada do Ano Chinês do Cão de Terra:

Dia 23/1 - Tributo ao Grão-Mestre Moy Yat (1938-2001).
Dia 5/2 - Tertúlia Marcial com o Mestre Leonardo Mordente - Tema: Ving Tsun, um nome.
Dia 20/2 - Palestra com a Dra. Clara Araújo - Tema: Medicina Tradicional Chinesa.

O novo ano (San Nin) na China inicia-se no próximo dia 16 de fevereiro. O Mestre Sênior Anderson Maia e seus discípulos anunciaram o dia 24 de fevereiro para o banquete de ano novo e a Cerimônia Tradicional da Família Moy On Da San

Venha nos conhecer, agendando uma visita:

2017 encerra-se com grande evento internacional

A Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence do Brasil fechou com Chave de Ouro o ano de 2017, com a celebração do 77o. aniversário da Líder do Clã Moy Yat, na Capital Federal:


Desejamos à todos um Feliz Ano Novo!

sábado, 4 de novembro de 2017

Grão-Mestre Henry Moy celebra 70 anos em New York City

Grão-Mestre Henry Moy faz parte da primeira geração de discípulos do Patriarca Moy Yat, ainda nos anos 60, em Hong Kong. Ambos migraram para os EUA nos anos 70, fazendo do Si Fu Henry um dos mais importantes herdeiros do Grande Clã Moy.
Na última semana, o círculo marcial de New York City se reuniu em grande número para celebrar os 70 anos de idade do Grão-mestre Henry Moy, em evento organizado pela Família Moy Yee (http://www.moyyee.com/).
A comitiva brasileira dessa viagem aos EUA foi composta de Grão-Mestre Leo Imamura e os mestres seniores Anderson Maia e Julio Camacho. Confira como foram os dias de mais esse momento internacional da Moy Yat Ving Tsun:

Primeiro dia - Chegada e recepção do Grão-Mestre Miguel Hernandéz
Desde 1997, há 20 anos, quando a primeira comitiva brasileira foi visitar a sede mundial em New York, a residência do Grão-Mestre Miguel Hernandéz se tornou a "primeira casa" da Família Moy Yat Sang nos EUA.
A família Kung Fu com a família Hernandéz.
Não foi diferente dessa vez, onde a Família Hernandéz gentilmente hospedou o Grão-Mestre Leo Imamura e os mestres seniores Anderson Maia e Julio Camacho. Além da alegria de um encontro familiar, há sempre a oportunidade de aprender com os relatos sobre o Kung Fu vivido pelo Grão-Mestre Miguel Hernandéz e sua impecável memória. 

Segundo dia - Seminário sobre o Bastão do Ving Tsun na escola do Brooklyn
A Família Moy Yee está estabelecida no Brooklyn de NYC, desde os anos 70, em sede própria, num espaço totalmente dedicado ao Kung Fu.
Grão-Mestre Henry Moy em sua escola no Brooklyn.
Como já previsto na programação, as celebrações de aniversário iriam começar com um seminário de Luk Dim Bun Gwan, o bastão do Ving Tsun, no Mo Gun. Grão-mestre Henry Moy há muito é reconhecido pelo círculo marcial como um especialista no bastão longo e não poderia faltar no evento uma palestra sobre esse raro tema, onde ele retribuiu seu prestígio mostrando toda a sua experiência.
A imagem pode conter: 27 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Grão-mestres e mestres sentados; e participantes do seminário sobre o bastão do Ving Tsun.
A tradição do Kung Fu recomenda não fazer registros (foto e vídeo) quando o assunto são as armas. Dessa forma, somente as dezenas de presentes puderam admirar o sábio conhecimento do mestre aniversariante.
O almoço em que foi anunciada a passagem da presidência da federação ao aniversariante.
Ao final, um almoço reuniu os presentes, onde aproveitou-se a ocasião para anunciar a sucessão do presidente da IMYVTF, passando de Grão-Mestre Sunny Tang para o Grão-Mestre Henry Moy a posição de líder da federação familiar. 

Terceiro dia - A CELEBRAÇÃO DO ANIVERSÁRIO
Centenas de pessoas no restaurante de Chinatown de Manhantan.
Cerca de 400 pessoas estiveram presentes no restaurante Joy Luck de Chinatown, em Manhathan. Líderes da velha guarda do círculo marcial chinês estiveram presentes para prestigiar o Grão-mestre Henry Moy, bem como as principais personalidades do Grande Clã Moy.
As principais lideranças do Clã Moy Yat estiveram presentes.
As centenas de pessoas presentes, por si só, já comprovam a importância do Grão-Mestre Moy Yee para as Artes Marciais e a Cultura Chinesa.
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, terno e área interna
Madame Helen Moy e Grão-Mestre William Moy com o aniversariante e esposa.
A líder maior do Clã Moy, Madame Helen Moy, foi uma das homenageadas. O Conselho de Mestres da International MYVT Federation receberam homenagem da Escola Moy Yee, tendo sido o Grão-Mestre Leo Imamura o escolhido para se pronunciar em nome da Federação.
A Cerimônia de Discipulado - Baai Si - da Família Moy Yee.
A festa, além de uma grande banquete com treze especiarias chinesas, foi recheada de outras atividades: demonstrações de Kung Fu, Caligrafia, homenagens ao círculo marcial, cerimônia de discipulado (Baai Si) e ainda a outorga dos Jiu Paai, as placas símbolo da continuidade do legado, para novos e antigos discípulos do Grão-mestre Henry Moy.
Grão-mestre Leo Imamura e seus discípulos brasileiros na festa.
Ao fim, todos celebraram os 70 anos dessa importante figura do Kung Fu, no tradicional corte do bolo com as facas Baat Jaam Do. Vida longa ao Grão-Mestre Henry Moy e Família!!!
O tradicional corte do bolo com o Baat Jaam Do.
Quarto dia - Yam Cha tradicional para despedida do Grão-Mestre Henry Moy
Yam Cha onde o anfitrião reuniu os mais próximos, em agradecimento.
Grão-Mestre Henry Moy e a Família Moy Yee fizeram questão de convidar a comitiva brasileira para um Yam Cha (típico desjejum chinês) na manhã seguinte à celebração do aniversário.
Dim Sam: iguarias de um Yam Cha.
É um momento mais íntimo da Família Kung Fu, que serve para o aniversariante conversar e agradecer pela presença dos mais antigos e próximos dele.

Quinto dia - Estada na Philadelphia com o Grão-Mestre Pete Pajil
Grão-mestre Pete Pajil e sua esposa, Christina, em sua casa na Philadelphia.
Grão-mestre Pete Pajil é o líder da Moy Yat Ving Tsun na Philadelphia. Em toda viagem aos EUA, uma estada é sempre prevista para prestigiar a Família Moy Bah Hugh.
Os grão-mestres estudando o Ving Tsun atual.
Dessa vez, a comitiva brasileira imergiu na residência do Grão-Mestre Pete Pajil, de maneira que a relação familiar fosse mais intensa, para que estudos e conversas sobre a Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence fossem melhor aprofundadas.

Um dia e uma noite com muita intensidade, no conforto da casa, com tudo de melhor que o anfitrião e sua esposa, Sra. Christina Pajil, puderam oferecer aos brasileiros.  

Sexto dia - Encontro com Si Fu Eugene Chin em New York City
Eugene Chin e Terryann: anfitriões do último dia.
Antes de embarcar, no JFK Airport, a tradição da comitiva brasileira sempre foi almoçar com o ex-secretário geral da MYVT, Si Fu Eugene Chin, um dos melhores amigos de Grão-Mestre Leo Imamura. Si Suk Eugene, como é chamado pelos brasileiros, faz questão de reunir a comitiva e rodar por Manhathan, fazendo ainda o translado até o aeroporto. Sempre um sinal de zelo e atenção, fruto de uma longa amizade.

A comitiva brasileira desse turnê aos EUA agradece o grande apoio recebido pela Si Fu Terryann, que acompanhou em todos os dias da viagem, dando o máximo suporte para o seu sucesso. 

terça-feira, 8 de agosto de 2017

8/8/88 - História sucinta da Família Moy Yat Sang

Em 8 de agosto de 1988, o Patriarca Moy Yat autorizava seu discípulo, Grão-Mestre Leo Imamura, à fundar a Família Moy Yat Sang. Isso ocorreu na histórica sede mundial da MYVT de Chinatown de NYC, na 45 East Broadway. Foi assim que a Denominação Moy Yat Ving Tsun nascia na América do Sul. Segue a trajetória sucinta desses 29 anos completados em 2017:

1987: primeira foto entre Moy Yat e Moy Yat Sang, em New York.
1988 - Grão-Mestre Leo Imamura (Moy Yat Sang) recebe autorização formal do Patriarca Moy Yat para constituir a MYVT no Brasil. O Mo Gun (recinto marcial) de São Paulo torna-se a primeira sede em toda América do Sul.
As dez primeiras placas tracionais, representando o Clã Moy Yat.
1989 - Patriarca Moy Yat outorga o Jiu Pai (placa tradicional chinesa) de número 8 de seu Clã para a Família Moy Yat Sang.
Seminário internacional de Ving Tsun com o Patriarca Moy Yat. O primeiro no Brasil.
1990 - I visita oficial do Patriarca Moy Yat ao Brasil, em São Paulo - SP.

1990 - Inaugura-se núcleos no Brasil, nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Botucatu. Na Argentina, inicia-se o primeiro núcleo em Buenos Aires.

1992 - Fernando Longobardi, discípulo de Grão-Mestre Leo Imamura, torna-se o primeiro membro da Família Moy Yat Sang à frequentar a sede mundial de New York, acompanhando o seu Si Fu no processo de transmissão denominada "Vida Kung Fu" (Sam Faat).

1992 - II visita oficial do Patriarca Moy Yat ao Brasil, em São Paulo - SP.

Terceira visita do Patriarca Moy Yat ao Brasil.
1994 - III visita oficial do Patriarca Moy Yat ao Brasil, em São Paulo - SP.

1995 - Inaugura-se o Núcleo Central da Família Moy Yat Sang, tornando-se o maior Mo Gun da MYVT em todo o mundo.

1996 - IV visita oficial do Patriarca Moy Yat ao Brasil, em São Paulo - SP. Na ocasião, comparecem os grão-mestres Pete Pajil, Miguel Hernandez e Benny Meng junto a comitiva.
A primeira comitiva brasileira nos EUA, em 1997.
1997 - A primeira grande comitiva da Família Moy Yat Sang viaja para New York, para prestigiar a aposentadoria oficial do Patriarca Moy Yat, em seu aniversário de 60 anos.

1997 - Grão-Mestre William Moy, filho do Patriarca, visita pela primeira vez o Brasil, realizando seminários em São Paulo.

1998 - V visita oficial do Patriarca Moy Yat ao Brasil, no Rio de Janeiro - RJ.
Inaugura-se o busto oficial do Patriarca Ip Man.
2000 - VI visita oficial do Patriarca Moy Yat ao Brasil. Em sua última visita, o líder do grande Clã percorre as capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Na sede da América do Sul, o Patriarca dedica o seu Busto Oficial, com dedicatória à Família Kung Fu do Brasil.
A lápide do fundador da linhagem Moy Yat.
2001 - Falece o Patriarca Moy Yat, em 23 de janeiro. Uma grande comitiva do Brasil viaja junto ao Grão-Mestre Leo Imamura para prestar condolências à esposa, filhos e discípulos da família Moy.

2001 - Inaugura-se o Núcleo Brasília, na Capital Federal.

2002 - Madame Helen Moy e seu filho, Grão-Mestre William Moy, viajam ao Brasil para confirmar o laço entre a Família Moy Yat Sang e o grande Clã Moy.

2003 - Na celebração do aniversário de 40 anos do Grão-Mestre Leo Imamura, a Denominação Moy Yat Ving Tsun ganha uma moderna roupagem, com o surgimento do Programa MYVT de Inteligência Marcial.
Os primeiros mestres da Família Moy Yat Sang, em 2003.
2003 - Ocorre a I Titulação de Mestre no Brasil, tornando a Família Moy Yat Sang um Clã mundial. Foram titulados na classe "Mestre" na primeira cerimônia: Renato Almeida, Rogério Baeta, Anderson Maia, Nataniel Rosa e Julio Camacho. Numa segunda cerimônia, foram titulados: Fabio Gomes e Leandro Godoy.

2004 - Grão-Mestre Micky Chan (atualmente em Hong Kong) visita a Moy Yat Ving Tsun do Brasil, para uma série de seminários e palestras.

2006 - No lançamento internacional da obra "IP MAN VING TSUN GENEALOGY", o grande Clã Moy recebe destaque. Em especial, a publicação apresenta o Clã Moy Yat Sang e comprova o maior número de descendentes de todo o grande clã.

2007 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" dos membros Fabio Matsushita e Washington Fonseca.
Celebração dos 20 anos da Família Moy Yat Sang no Brasil.
2008 - A família Moy Yat Sang completa 20 anos e a celebração reúne todo o Clã, em evento na cidade de Belo Horizonte. Da comitiva internacional, participam a líder maior, Madame Helen Moy, acompanhada dos grão-mestres Lester Lau, de New York, e Nelson Chan, de Toronto.
O grande Clã Moy no histórico Templo Shaolin do Sul. 
2009 - Realiza-se a primeira expedição à China, com o grande Clã Moy representados por 30 membros, dentre mestres e discípulos dos EUA, Brasil e Argentina, para a criação do Projeto "A Bordo do Junco Vermelho" (www.onboardtheredboat.com).

2009 - O Clã Moy Yat Sang, com esforços dos discípulos ativos, funda oficialmente a "Casa dos Discípulos", Mo Gun onde está estabelecido o líder do Clã Moy Yat Sang, recebendo descendentes do Brasil e do exterior.

2009 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" do membro Celso Grande.

2010 - No aniversário de 70 anos de Madame Helen Moy, em New York, o Clã Moy Yat Sang é representado em grande número. Na ocasião, lança-se a obra debute do projeto "A Bordo do Junco Vermelho", denominada "Dr. Leung Jaan", sobre o quinto ancestral do Ving Tsun produzida no Brasil pelo Mestre Leonardo Mordente.

2010 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" dos membros Ursula Lima e Walter Correia.

2012 - O Clã Moy Yat Sang oficializa o Núcleo Madri - Espanha, sendo o primeiro da MYVTMI na Europa, fruto do trabalho de anos anteriores do Mestre Sênior Marcelo Navarro.

2012 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" do membro Felipe Soares. Na Espanha, é titulado "Mestre" o membro Marcelo Navarro.
Grão-Mestre Leo Imamura nos seus 50 anos. Com Helen Moy e Vanise Imamura, sua Si Mo e esposa.
2013 - Celebração do Cinquentenário do líder do Clã  Moy Yat Sang, ocorrida na cidade de São João del Rei - MG. Para homenagear os 50 anos do Grão-Mestre Leo Imamura, o clã recebe a Madame Helen Moy, Grão-Mestre Pete Pajil e Grão-Mestre Miguel Hernandez, dentre mais de cem convidados.

2013 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" dos membros Leonardo Mordente e Ricardo Queiroz.

2014 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" dos membros Domênico Bernardes e Diego Guadelupe.
A primeira titulação para Mestre Sênior com a presença do Clã Moy Yat Sang. 
2014 - I Cerimônia de Titulação classe "Mestre Sênior", sendo titulados os mestres Renato Almeida, Anderson Maia, Nataniel Rosa, Julio Camacho, Leandro Godoy, Marcelo Navarro, Washington Fonseca e Celso Grande. 
I Titulação para Grão-Mestre da IMYVTF.
2015 - Grão-Mestre Leo Imamura recebe a titulação "Grandmaster" da International MYVT Federation, a primeira do gênero em todo o Clã mundial, na ocasião em que celebrou-se o aniversário de Madame Helen Moy, na Philadelphia.

2015 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" dos membros Peter Hutchinson, Guilherme Freitas, Rafael Castro, Pedro Valadão, Rodrigo Giarola e Tiago Quintela. Na Argentina é titulado "Mestre" o membro Ernesto Lázzaro.

2015 - Cerimônia de Titulação classe "Mestre" dos membros Leonardo Reis e Thiago Pereira, a primeira da 12a. geração do Ving Tsun Mun, dentro do Clã Moy Yat Sang.

2016 - No completar dos 20 anos da International MYVT Federation (fundada em 28/6/96), o Grão-Mestre Leo Imamura participa do evento no Canadá, em que celebrou-se o aniversário do Grão-Mestre Sunny Tang, atual presidente da federação internacional.

2016 - II Cerimônia de Titulação classe "Mestre Sênior", sendo titulado o mestre Fabio Gomes.

O Clã Moy Yat Sang, em março de 2017, nos 30 anos da admissão de seu líder.
2017 - Grão-Mestre Leo Imamura completa 30 anos de sua admissão na Família Moy Yat. O Grande Clã memora o dia 27 de maio de 1987, data em que o Patriarca Moy Yat reconhece o atual líder da MYVTMI como seu discípulo formal.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

SHORT NEWS - JUN_JUL/2017

O INVERNO NO BRASIL NÃO DEIXOU ESFRIAR OS MOVIMENTOS DA MOY YAT VING TSUN DE MINAS GERAIS. CONFIRA O QUE MELHOR OCORREU NESSE PERÍODO:

TRIBUTO AO PATRIARCA MOY YAT
Mestre Anderson Maia em homenagem ao Patriarca Moy Yat.
Dia 28 de junho é a data em que o Grande Clã Moy Yat celebrava o aniversário de seu fundador. Desde o falecimento do Patriarca Moy Yat (1938-2001), tal data passou a ser um tributo, realizado por descendentes, em todo o mundo, do reconhecido "braço direito de Ip Man".
Presença dos membros do Clã para prestigiar o tributo ao patriarca.
Em Belo Horizonte, a homenagem reuniu dezenas de membros, da 11a. e 12a. geração, no restaurante Macau. Enquanto pratos em que o Patriarca Moy Yat degustava eram servidos, o Si Fu Anderson Maia apresentava a biografia do grande mestre, de sua infância, em Toishan, nos anos 30, passando pela juventude e início de carreira em Hong Kong, até chegar as décadas na América, onde estabeleceu-se em 1973 em New York, consolidando a Denominação Moy Yat Ving Tsun.

Mestre Leonardo Mordente apresentando as obras de Moy Yat.
Ao final do jantar, o Mestre Leonardo Mordente realizou uma palestra sobre as diversas obras deixadas como legado de Moy Yat, na qual ele é o tradutor oficial.

SEMINÁRIOS EM SP PARA MESTRES DO CLÃ MOY YAT SANG
Grão-Mestre Leo Imamura, líder do Clã Moy Yat Sang, convidou seus discípulos mais antigos, titulados "Mestre Sênior", "Mestre" e "Mestrando" para realizar o Seminário de Tutorização do Baat Jaam Do, o nível superior final do Sistema Ving Tsun.

Mestres e mestrandos, todos discípulos do Grão-Mestre Leo Imamura.
O encontro ocorreu na Casa dos Discípulos do Clã Moy Yat Sang, em São Paulo - SP.

INTERCÂMBIO ENTRE VING TSUN E AIKIDO
As artes marciais chinesas e japonesas, até o século XIX, tinham intercâmbios oficiais, presentes nos dois países. Infelizmente, com a guerra sino-nipônica dos anos 30 e 40 isso foi interrompido, cabendo aos atuais artistas marciais, cultivadores da cultura oriental, sem distinção, reconstruírem esse elo perdido.

Sifu Anderson Maia e Sensei Gliber Lavalle, em apresentação formal ao Ving Tsun.
A Moy Yat Ving Tsun sempre prezou pela boa relação entre as escolas marciais. Recentemente, um evento foi prova dessa ligação, quando o Si Fu Anderson Maia recebeu formalmente o Sensei Gliber Lavalle, renomado mestre de Aikido, como praticante de Ving Tsun no Mo Gun Savassi.

Ving Tsun Kung Fu e Aikido em perfeita harmonia, no Do Jo do Sensei Gliber.
Para retribuir a confiança desse troca de aprendizado, membros da Moy Yat Ving Tsun foram até a escola de Aikido do Sensei Gliber, justamente no dia em que se iniciou o "Memorial do Ving Tsun", em 4 de julho.

DIA MEMORIAL DO VING TSUN
Em 1967, o Patriarca Ip Man reuniu os seus discípulos para criar a primeira personalidade jurídica do Kung Fu em Hong Kong, sob os pedidos do próprio governo da então ilha britânica, que queria separar reais mestres e praticantes de artes marciais das gangues chinesas, que tumultuavam a sociedade com lutas clandestinas, desde os anos 50.

Visita do Clã Moy Yat na histórica HKVTAA, recebido pelo Patriarca Ip Ching.
Foi então que, em 1968, fundou-se a Hong Kong Ving Tsun Athletic Association, sendo a "quarta lua do sétimo mês" a data oficial, onde o Patriarca Ip Man decretou o "Dia Memorial do Ving Tsun".

TITULAÇÃO DE NOVOS TUTORES DA FAMÍLIA MOY ON DA SAN
Tatiana Cintra, a primeira tutora qualificada da 12a. geração em Minas.
Ocorreu em julho a titulação de "Tutor" para os níveis básico e intermediário do Ving Tsun Kuen para os membros da Família Moy On Da San: Rafael Lembi (Moy Lai Fai), Marcus Lima, Luiz Loureiro, Tatiana Cintra, Paulo Costa e Erick Abreu. Todos eles haviam sido indicados em setembro de 2016, quando o Grão-Mestre Leo Imamura realizou em Belo Horizonte o Seminário de Tutorização de Cham Kiu.

Em pé, os novos tutores da 12a. geração do Ving Tsun Kuen, titulados pela MYVTMI.
A presente titulação, outorgada pelo Si Fu Anderson Maia, com o aval da MYVTMI, serviu para reunir os referidos tutores e alguns novos tutorandos, numa série de estudos para atualização dos conteúdos tradicionais que compõe o Siu Nim Tau e Cham Kiu.

PRESENÇA DO MESTRE PEDRO VALADÃO, DA FINLÂNDIA
Mestre Pedro Valadão (à esq.), em prática com seus irmãos-kungfu.
Pedro Valadão, membro do Núcleo BH Savassi desde 2000 e mestre qualificado da MYVTMI desde 2015, esteve na capital mineira para passar férias. Ele há anos mora na Finlândia, sendo um destacado Professor de Educação Física, atual doutorando em Neuro-mecânica, numa das mais conceituadas faculdades europeias, na cidade finlandesa Jyvaskyla.

Confraternização da família kung fu para receber Pedro Valadão e esposa, Samira.
O encontro reuniu membros da família Kung Fu de diversas gerações, culminando num jantar no Pizza Sur, local tradicional de encontro dos membros da MYVT de Minas Gerais.

NOVA PRODUÇÃO SOBRE A BIOGRAFIA DE BRUCE LEE

Shannon Lee, filha de Bruce Lee, aproveitou o tributo pelos 44 anos de falecimento do "Pequeno Dragão", no último 20 de julho, para anunciar a nova produção de cinema sobre a biografia de seu pai. O diretor convidado pela família Lee para a produção é o aclamado Shekhar Kapur.

44 ANOS SEM BRUCE LEE
Bruce Lee para os membros do Clã Moy Yat não é o mito do cinema e ícone maior das artes marciais modernas. Deve-se lembrar que ele era discípulo do Patriarca Ip Man e, por sua vez, Si Hing (irmão mais velho do Kung Fu) do Patriarca Moy Yat. Sendo assim, Bruce Lee é, por exemplo, Si Baak Gung (algo como "tio-avô" mais velho) do Mestre Anderson Maia, diretor do Núcleo Belo Horizonte e introdutor da Denominação MYVT no Estado de Minas Gerais.

Si Fu Moy Yat recebendo Dan Inosanto, braço direito de Bruce Lee, como aluno.
No último dia 20/7, o mundo prestou diversas homenagens à Li Jun Fan (1940-1973), pelos 44 anos de sua morte. Si Fu Anderson Maia aproveitou a data para um jantar com alguns alunos e discípulos, contando o que realmente se deve considerar como contribuição do Mestre Lee para o Ving Tsun e as artes marciais tradicionais que chegaram à modernidade.
Capa da Revista Black Belt com Bruce Lee, em 1967.
O Grão-Mestre Leo Imamura aproveitou o mês para realizar um chat com o Clã Moy, discutindo a emblemática matéria sobre Bruce Lee e sua arte, publicada nos anos 60 na Black-Belt Maganize.

AGENDE SUA VISITA AO NÚCLEO, ACESSANDO:


quarta-feira, 14 de junho de 2017

SHORTNEWS - MAIO/2017

O MÊS DE MAIO NA MOY YAT VING TSUN DE BELO HORIZONTE FOI PREENCHIDO POR ATIVIDADES ESPECIAIS, PROMOVENDO A INTEGRAÇÃO DA FAMÍLIA KUNG FU. CONFIRA OS DESTAQUES:

ENCONTRO "NOVE DRAGÕES"
Mestre Leonardo Mordente (ao fundo): criador da obra "Nove Dragões".
Em 2016, o mestre Leonardo Mordente (Moy Lei On) produziu uma obra intitulada "Contato: Nove Dragões". Com tiragem reduzida de 26 livros impressos, o trabalho consiste numa codificação de criteriosos nove dados, envolvendo a vida do Patriarca Ip Man em Hong Kong, para que o leitor tente decifrá-la, fazendo uso de seu próprio conhecimento e imaginação.
O famoso muro dos nove dragões: termo recorrente na China.
Encontros trimestrais estão sendo organizados desde então, no intuito de trocar percepções sobre o trabalho. O último foi organizado na residência do mestrando William Nogueira (Moy Wai Lim), reunindo membros das duas gerações - 11a. e 12a. -  do Ving Tsun na capital mineira.

IMERSÃO PARA TITULAÇÃO "TUTOR ASSISTENTE"
O Si Fu Anderson Maia possui um Mo Gun (recinto marcial) privativo em sua terra natal, São João del Rei - MG. Periodicamente, membros do Mo Gun da Savassi viajam até a histórica cidade mineira para uma imersão marcial, intensificando a relação Si-To (mestre-discípulo) e o modo de aprendizagem "Vida Kung Fu", preconizado pelo Patriarca Moy Yat.
Membros da Família Moy On Da San no Mo Gun de São João del Rei - MG.
Nesse mês o motivo da viagem à São João del Rei foi coroar a titulação de "Tutor Assistente" de alguns membros e preparar uma geração mais nova para o mesmo. Por dois intensos dias estudou-se os conteúdos do nível básico Siu Nim Tau do Sistema Ving Tsun.

HOI KUEN (ABERTURA MARCIAL) NA FAMÍLIA MOY ON DA SAN
Três membros do Ving Tsun Experience, o programa de introdução ao Ving Tsun Kung Fu, foram formalmente convidados pelo Mestre Anderson Maia à ingressar na Família Moy On Da San, mediante o ato tradicional conhecido como Hoi Kuen, ou seja, a abertura marcial, que dá acesso ao nível básico da arte, sendo os convidados reconhecidos membros formais da Família Kung Fu.
Priscila e seu Si Hing e orientador Guilherme Ulhôa.
Foram eles: Humberto Pereira, professor de dança, há décadas conheceu a Moy Yat Ving Tsun, ainda que decidiu por ingressar somente esse ano. Renato Sudan, policial militar, foi praticante do estilo Shaolin do Norte por muitos anos e tomou a decisão de praticar o Ving Tsun após conhecer o Si Fu Anderson Maia. Priscila von Randow, psicóloga, admiradora de artes marciais desde a infância, tomou a decisão em iniciar no Ving Tsun após pesquisar sobre origem do sistema, com a particularidade de ter uma mulher como fundadora, a honorável mestra Yim Ving Tsun.

ENCERRADO O CURSO SUNZI BINGFA - A ARTE DA GUERRA DE SUN TZU
A primeira turma de 2017 do curso SUNZI BINGFA, que destrincha a famosa obra "A Arte da Guerra de Sun Tzu" foi encerrada com um jantar chinês, reunindo o seleto grupo de participantes.
Jantar chinês de coroamento do curso SUNZI BING FA.
O curso completou esse ano dez anos de existência. Criado pelos mestres Anderson Maia e Leonardo Mordente, esse último responsável tradução fidedigna da clássica obra, o treinamento consiste em apresentar uma visão sobre a estratégia sob a ótica genuinamente chinesa, sem passar pelo viés ocidental que existem nas traduções ocidentais, desde quando o original chinês chegou nas mãos do padre jesuíta francês, Joseph Emiot, em 1772.

HOMENAGEM PELOS 30 ANOS DA ADMISSÃO DO GRÃO-MESTRE LEO IMAMURA 
No dia 27 de maio de 1987, em New York City, o Patriarca Moy Yat reconhecia como discípulo formal Leo Imamura, hoje grão-mestre da arte e líder do Grande Clã Moy Yat Sang. Todos os núcleos da Moy Yat Ving Tsun Martial Intelligence, com seus respectivos líderes de família e membros, prestaram uma homenagem ao introdutor da Denominação Moy Yat Ving Tsun na América do Sul pelos 30 anos de carreira, completados no último dia 27.
Patriarca Moy Yat e Grão-Mestre Leo Imamura: foto histórica do começo do aprendizado.
Membros do clã de Minas Gerais promoveram um amistoso encontro, onde puderam ouvir do Si Fu Anderson Maia históricas lembranças desses 30 anos, sendo 27 deles testemunhados pelo diretor do Núcleo Belo Horizonte, discípulo do homenageado desde 1990.

AGENDE SUA VISITA, ACESSANDO: